16 de maio de 2022

Ceratocone tem cura? Conheça 3 causas desse problema de saúde visual

A visão é um sentido muito importante para o ser humano, mas o fato é que nossos olhos são extremamente sensíveis e não é raro que sejam afetados por uma série de condições. Pensando nisso, resolvemos preparar este post, mostrando se o ceratocone tem cura e quais são as principais causas desse problema de saúde visual.

Trata-se de uma doença que atinge diretamente a córnea, que são as nossas lentes naturais, deixando-as curvadas de maneira similar a um cone, o que dá origem ao seu nome. A pessoa passa a enxergar com distorções e, se nada for feito, a situação só tende a piorar. Continue lendo e aprenda mais sobre o tema.

1. Coçar frequentemente os olhos

Pouca gente sabe, mas uma das principais causas desse problema de saúde visual é coçar frequentemente os olhos, sobretudo quando isso é feito com força excessiva. Isso favorece não apenas o surgimento, como também o agravamento do ceratocone, o que pode ser bastante prejudicial em termos de prognóstico para o portador.

Isso ocorre porque, ao ficar coçando com muita intensidade, há a criação de um trauma contínuo nas estruturas oculares, o que vai fragilizando e rompendo as fibras que mantêm a córnea estável de maneira gradativa. Por isso, é recomendável evitar tudo o que possa causar coceiras, como substâncias alergênicas. A poeira e o pólen são algumas delas.

2. Predisposição hereditária

Outra das principais causas desse problema de saúde visual é a predisposição hereditária. Isso quer dizer que, caso você tenha um histórico familiar da doença, as suas chances de desenvolver o ceratocone serão significativamente maiores. No entanto, vale lembrar que isso não é uma sentença, mas apenas uma elevação no risco, que demanda maiores cuidados.

Estima-se que aproximadamente entre 1% e 5% da população geral conta com um defeito em genes que abrem as portas para o problema. Como dissemos, nem todas as pessoas com essa falha terão tal condição na córnea, mas é uma razão para procurar o oftalmologista com mais frequência e evitar tudo aquilo que possa traumatizar as estruturas oculares.

3. Ser criança ou adolescente

O mais comum é que o ceratocone se manifeste ao final da fase de infância ou durante a adolescência, embora possa haver uma série de exceções. É possível que as crianças desenvolvam mais o problema também por conta de hábitos, como brincar com animais de estimação ou na poeira, que geram coceiras e podem traumatizar a córnea.

Portadores de algumas patologias genéticas também têm mais possibilidades de ter a doença, como quem tem Síndrome de Down ou Síndrome de Ehlers-Danlos. O mesmo ocorre com quem tem condições que instiguem a coçar o olho, tais quais a rinite alérgica, asma ou dermatites, que são as alergias de pele.

A gravidade do ceratocone é dividida em 4 graus, nos quais o 1 é o incipiente, o 2 é moderado, o 3 é o alto e o 4 avançado, sendo que esses dois últimos demandam cirurgia. O tratamento visa sempre proporcionar uma boa visão ao paciente, podendo incluir óculos de grau, lentes de contato, mudanças de hábitos e, claro, a operação.

Gostou de aprender se ceratocone tem cura? Então, compartilhe livremente nosso post em suas redes sociais!

Compartilhe nas redes sociais

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Mais postagens

Estamos em todo Brasil

Encontre a loja Mercadão dos Óculos mais próxima de você

Informações

1

MERCADÃO DOS OCULOS SOL E GRAU FRANCHISING LTDA - CNPJ 21.116.022/0001-91 - Todos os direitos reservados.

Rolar para o topo